Stellar Repair for Exchange Review

English  

O Stellar Repair for Exchange é uma ferramenta voltada para recovery e restore de database do Exchange Server. Imaginamos uma situação no qual nossa database do Exchange entrou em um estado de Dirty Shutdown, seja por uma questão de disco corrompido, ou falta de espaço em disco.

Versões de Exchange Server suportadas pelo Stellar:  2019, 2016, 2013, 2010, 2007, 2003, 2000 & 5.5

Cenários para se usar o Stellar Repair for Exchange :

Para realizar o reapair da database, de modo nativo no Exchange, existe o bom e velho ESEUTIL. Porém, usá-lo na maioria dos casos é algo complexo, pois ao mesmo tempo que ele faz o repair da database corrompida e esse processo pode demorar muito tempo. Isso nos força a criar uma database temporária aos usuários e seguir com um processo que chamamos de Dial Tone Recovery. Depois então fazer o merge dos dados entre a database temporária (Dial Tone) e a database que contém os dados (que foi corrompida).

Usando o Stellar Repair for Exchange, esse processo se torna muito mais fácil. Além de o Stellar realizar um repair mais avançado, ele também nos oferece a opção de exportar as mailboxes em PST

Um outro cenário comum no qual podemos tirar proveito do Stellar Repair for Exchange é quando precisamos fazer o restore de alguma mailbox, folder, ou até mesmo apenas um e-mail especifico. O Stellar nos fornece a opção de realiza esse restore em diversos formatos. Formatos esses como: PST, MSG, EML, HTML, RTF e PDF. O restore como dito anteriormente pode ser com todos os dados da mailbox, ou apenas granular.

Um terceiro cenário também possível para o uso do Stellar Repair for Exchange é quando não possuímos mais Exchange em nossa organização. Casos em que temos apenas o backup salvo da database, e precisamos recuperar algum e-mail dentro daquela database. Nesse cenário, o Stellar consegue ser de extrema utilidade para recuperação dos dados necessários.

Vejamos abaixo mais detalhadamente como funciona o processo de recovery e restore. Nesse cenário nos possuímos nossa database em estado de Dirty Shutdown devido a uma falha no disco:

Dirty Shutdown

Exportando um e-mail:

  • Vamos então copiar a database DB2 em um computador que já possua o Stellar instalado e então importá-la no Stellar:

  • Depois de selecionar a database, você pode escolher entre as opções Quick Scan ou Extensive Scan. O Extensive Scan leva mais tempo, entretanto oferece melhores resultados. Selecionar uma das opções dependerá de cada caso. Quando você precisa restaurar um item rapidamente, pode-se tentar o Quick Scan. Porém, se o tempo não for uma restrição, o Extensive Scan fará um scan mais robusto:

  • Logo após a escolha do Scan Mode, o Stellar oferece ainda a opção de adicionar uma segunda database, se necessário:

  • Logo após o scan terminar, será aberta a lista de todas as mailboxes existentes dentro da database. Podemos então navegar entre essas mailboxes, folders e e-mails:

  • Escolhendo um e-mail especifico, podemos fazer um export granular no formado .MSG, que nos permite abrir em qualquer Outlook:

  • Selecionaremos um path para o export:

O procedimento de export em PST é igual. Porém o produto nos permite apenas export da mailbox completa ou uma folder para ser exportado como PST.

Exportando para o Exchange Server:

Se o objetivo for exportar uma mailbox ou folder em PST e importar em alguma mailbox no Exchange Server, não precisamos nem mesmo realizar o export. O Stellar possui nativamente a opção de Export to Exchange Mailbox:

  • Em seguida irá aparecer a opção de conexão com o Exchange Server. Existem duas opções: conectar-se diretamente na mailbox desejada, que consequentemente requer o usuário e senha da mailbox, ou listar todas as mailboxes do ambiente usando credencial de administrador. No exemplo abaixo, irei escolher a opção Connect to all mailboxes on server:

  • Após sucesso na conexão com o Exchange, o Stellar nos listará todas as mailboxes disponíveis:

Nota: Para que o Stellar mostre as mailboxes disponíveis como “Connected”, é necessário que a credencial de administrador usada anteriormente possua “Full Access” nas mailboxes do ambiente. Caso contrario o status aparecerá como “Disconnected”.  

  • Basta então selecionar a mailbox desejada para o export, e o processo irá iniciar:

Exportando para o Office 365:

Da mesma forma que a opção de export para o Exchange Server que vimos acima, nós temos a possibilidade também de fazer o mesmo export para o Exchange Online. O processo é até mesmo mais simples, basta inserir o usuário e senha da mailbox do Exchange Online:

Conclusão:

O Stellar é uma ferramenta fácil de se usar, a princípio parece que tem poucas opções, mas na realidade tudo aquilo que precisamos para recovery e restore de EDB se encontra nessa ferramenta. O produto é muito estável, proporciona um uso simples e intuitivo, e o mais importante, faz aquilo que promete. Além disso, é possível testar o repair com a versão demo do produto. Assim, você terá a certeza de que não está desperdiçando seu dinheiro.

Para maiores informações, visite o site da Stellar: https://www.stellarinfo.com/edb-exchange-server-recovery.htm

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *