Dica do Dia: Outlook Team Calendar

A frase “vivendo e aprendendo” é a mais pura realidade de quem trabalha com TI. Confesso que essa feature foi uma novidade pra mim, chamada de Outlook Team Calendar.

Para quem não conhece, essa é uma feature do Outlook, que proporciona uma experiência de automapping de calendários de sua equipe. Não entendeu ? Vamos lá …

No AD possuímos um campo que se chama “Manager”, abaixo da guia “Organizational”. Pois bem, uma vez que esse campo é populado com o nome do seu gestor, o Outlook irá checar todos no qual estão abaixo também do mesmo “Manager” – serão classificados como Direct Report –, e disponibilizar o calendário de todos da equipe, incluindo o próprio “Manager”.

O calendário da sua equipe ira aparecer da seguinte forma:

Cattura

Ok Denis, entendi o que é. Agora vamos a algumas perguntas básicas, como por exemplo:

  • Posso ver detalhes sobre o calendário de outra pessoa do time, ou alterar algo ?

R: Não. O calendário pode disponibilizar somente o status de disponível ou indisponível – mais conhecido como free/busy.

  • Existe algum limite ou requisito para essa feature ?

R: Sim. O Outlook suporta apenas 100 pessoas no “time”. Se incluir o mesmo Manager para 101 pessoas, a feature não irá funcionar. Referente ao requisito, a versão mínima para seu uso se dá através do Outlook 2010. 

  • Essa feature é executada pelo AD, Exchange ou Outlook ?

R: Na realidade pelos três por um simples motivo, sem os três juntos certamente a feature não funciona. Mas de fato, quem realmente faz a verificação de quem é do time e faz o mapeamento, é o próprio Outlook. 

  • É possível utilizar essa feature em diferentes versões do Exchange ?

R: Sim. Na realidade o fator importante nesse caso é que a coexistência entre a URL do WebService Virtual Directory tenha sido efetuada corretamente.

  • Pode usar essa feature em modo cross-premises (Exchange Online / Exchange On-Premises) ?

R: Sim. Visto que não existe “permissão” a nível de calendário, apenas uma consulta free/busy, é totalmente possível utilizar em modo cross-premises. Existe um artigo em um blog (não oficial) dizendo que pode ocorrer problemas de password prompt após a migração ao Exchange Online. Todavia nunca ocorreu comigo, utilizando versões como Outlook 2013 ou 2016, não houve problema algum no que se refere a essa feature. Novamente como eu disse, é apenas uma consulta de free/busy – algo suportado cross-premises – portanto não vejo nenhum problema em seu uso, apesar de não haver uma documentação oficial da Microsoft abordando o assunto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *