Configuração Hibrida – Parte 1

Essa é a fase que abordaremos a instalação do Hybrid Configuration Wizard, o responsável pela criação de alguns objetos tanto no Exchange On-prem quanto no Exchange Online. Dentre esses objetos, alguns são:

– Conectores de envio e recebimento tanto no Exchange On-prem quanto no Exchange Online.

– Habilitação do MRS on-premises e criação do endpoint no Exchange Online

– Mail Policy para inclusão do endereço mail.onmicrosoft.com

OBS: Um detalhe importante, apesar de não abordarmos a figura de um Exchange EDGE nesse tutorial, imagino que muitos dos senhores possuam. No caso em que existe um EDGE em sua DMZ, eu recomendo a leitura desse artigo escrito pelos PFEs Marcelo Huneck e Rafael Mantvani – que inclusive tive o prazer de assistir a um workshop plus ministrado por ele.

O primeiro passo será realizar o download do Wizard. Para isso, basta abrir a sua console de administração do Exchange Online e navegar até a coluna “Hybrid”. O Wizard pode ser executado de um servidor Exchange ou não, fica ao seu critério.

Ao executarmos o Wizard, veremos a seguinte tela:

1

2

Insira a credencial de administrador do Exchange e também uma Global Admin do seu Tenant.

3

Aqui nós temos a configuração de transporte entre o Exchange On-Premises e Office 365. Como mencionado na fase de assessment, é importante que você conheça o ambiente de ponta a ponta. A Microsoft lista padrões de ambiente e sua categoria de “dificuldade”, sugiro a leitura desse artigo.

OBS: Seguindo a classificação da Microsoft no artigo mencionado, nosso ambiente é “Most complex” 😊

A opção “Advanced” nos permite configurar o que chamamos de Centralized Mail Transport. Isso serve para utilizar o Exhange On-Premises como “centro” de e-mails de entrada e saída. Como nós queremos exatamente o oposto – que o Office 365 seja o centralizador – essa opção não será utilizada.

Lembrando que o Centralized Mail Transport não é uma configuração recomendada pela Microsoft, a não ser que exista um motivo especifico a usá-lo.

4

5

Não irei me aprofundar na diferença entre as duas opções abaixo, já que a opção “Minimal Hybrid Configuration” nos limita a uma série de fatores. Utilizaremos “Full Hybrid Configuration”, para mais detalhes, sugiro a leitura desse artigo, nele você irá encontrar os detalhes entre ambas as configurações.

6

Temos uma outra opção importante, que é a de escolher quais servidores serão Hybrid no ambiente. Abordamos também esse tópico na fase de assessment, nesse caso utilizaremos os dos HubTransport/CAS que temos na floresta.

7

Mencionamos aqui o IP de saída dos Exchange Servers.

8

Não abordaremos a instalação do certificado no Exchange pois o mesmo já possuía seu certificado, então prontamente o Wizard já detectou o certificado. Caso seu Exchange não possua um certificado emitido por uma CA confiável, lembre-se de inseri-lo no Exchange Server e atribuir os serviços de IIS e SMTP.

9

Entre com o nome público do seu Exchange – mail.contoso.com.

OBS: Esse deve ser o nome público entrada de e-mail, caso tenha dúvidas qual o teu endereço, faça teste de telnet na porta 25, ela deverá estar aberta – pelo menos para o range de IP do EOP.

10

E assim, o wizard irá aplicar as configurações que escolhemos, criando os objetos no Exchange On-Premises e Exchange Online.

11

Conforme mencionado abaixo, a configuração finalizou com sucesso. Apenas um Warning nos dizendo que o MRS não pode ser configurado, mas nada que não possamos faze na mão.

12

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *